logo método Jornada RPA

Os 4 passos para alavancar a carreira com Automação Robótica de Processos

RPA como estratégia de crescimento profissional
foto: Alex DiogoPor Alex Diogo -

Eu quero, nesse artigo, explorar uma estratégia que eu vejo que é pouco explorada pelos profissionais das mais diversas áreas, sejam das empresas que eu passei ao longo da minha carreira, ou das que eu interajo como profissional de Automação Robótica de Processos.

Que é usar a automação robótica de processos como uma estratégia de crescimento profissional.

Não pensando nela apenas como uma tecnologia a ser aprendida, simplesmente para concorrer á uma vaga específica de analista RPA ou desenvolvedor RPA.

Mas usar ela como alavanca profissional, sem necessariamente mudar de empresa, ou de área ou até mesmo de profissão.

E é essa visão que eu acho que é pouco explorada pelos profissionais hoje.

Se pensa muito em aprender uma nova tecnologia pra uma recolocação no mercado de trabalho, algo que pode ocorrer a médio ou longo prazo. Isso é válido também, nem é essa a questão, mas pode fazer parte da estratégia.

Porém, tem um nicho profissional, que pode trazer resultado a curtíssimo prazo, que é você criar um plano, uma estratégia, visando um curto prazo para alavancar a carreira na empresa em que você já está. Que é muito mais fácil do que você ainda ter que encontrar um lugar.

Então vamos lá.

As pressões do negócio das empresas

Para começarmos a montar a nossa estratégia de crescimento profissional, vamos pensar nas pressões que todas as empresas estão enfrentando cada vez mais, a cada dia que passa.

Vamos listar algumas delas aqui

1. Redução dos custos operacionais

A principal delas é a redução dos custos operacionais. Duvido muito que exista uma empresa sequer que não tenha necessidade de diminuir seus custos operacionais.

E vamos mostrar como qualquer profissional pode criar uma estratégia de crescimento profissional que poderá ajudar a empresa a diminuir essa pressão e assim ter a chance de alavancar a carreira.

2. Agilidade nos processos

A segunda pressão é sobre a agilidade nos processos.

Existe uma burocracia, que nem sempre tem como ser eliminada, porque a maior parte delas vem de obrigações legais, força das leis municipais, estaduais e federais e também das normas que cada seguimento precisa atender.

E aí vamos falar das oportunidades estratégicas de crescimento profissional minimizando essa pressão da empresa.

3. Inovação

Essa pressão é interessantíssima porque tem marcas até tradicionais, marcas consolidadas a décadas, que estão tendo que inovar pra conseguir se manter viva no mercado.

Eu poderia citar mais algumas pressões aqui, mas o objetivo é mostrar que independente da empresa em que você estiver, da área que você estiver, as necessidades são as mesmas.

Quero te mostrar como a automação de processos te dá uma ferramenta acessível, pra que você possa construir uma estratégia de crescimento profissional que tem um potencial muito grande de alavancar a sua carreira.

E eu não vou falar aqui de uma estratégia que eu acho que pode funcionar não. Mas vou falar de uma estratégia que eu usei na minha empresa e que me deu uma visibilidade que nem eu mesmo esperava que chegasse nesse nível.

Então eu vou começar desmistificando um ponto pra gente poder entrar na estratégia em si, que é "ser dedicado não vai alavancar a sua carreira"

Ser dedicado não vai alavancar a sua carreira

Durante muito tempo eu pensei que "ser dedicado" era a chave do sucesso.

Tanto que eu mesmo cheguei a assumir simultaneamente três equipes, uma de desenvolvimento de aplicações, que gerenciava mais de 17 sistemas, uma equipe de suporte tributário e outra de suporte ao comércio exterior.

E eu achava que diante de toda aquela  responsabilidade, eu merecia muito ser promovido naquele ano.

Entenda uma coisa, eu não estou dizendo que você não tenha que ser dedicado no seu trabalho. Isso é o básico, só que, você não vai ser reconhecido por ser um profissional dedicado.
Por que? Porque a empresa, quando contrata um profissional, o mínimo que ela espera é que ele seja um profissional dedicado.
É pra isso que a empresa paga o salário dele todos os meses.

Então, o não ser dedicado é que está errado. Se eu não fosse dedicado provavelmente seria demitido.

Enquanto eu não entendi isso, fiquei com raiva dos meus superiores, fiquei com raiva da empresa, afinal de contas eu estava dando todo o meu potencial pela empresa e não estava sendo reconhecido.
Só que eu estava sendo reconhecido sim, todo mês eu recebia o meu salário do contrato que eu tinha com a empresa, para ser um profissional dedicado.

Foi quando eu conheci a Automação Robótica de Processos e enxerguei nela uma potencial diferente das outras tecnologias que eu conhecia.

Por que?

Porque com ela eu tinha como criar uma estratégia de crescimento profissional que eu chamo de a teoria do “profissional referência”

A teoria do "Profissional Referência"

A teoria do "Profissional referência" é mais ou menos assim, vou colocar uma pirâmide aqui



A maioria das empresas possuem esses três tipos de profissionais

Abaixo da média

Aqui na base nos temos os profissionais abaixo da média,

Esse profissional dificilmente consegue se manter muito tempo na empresa. Nem vamos falar muito dele aqui.

Mediano

Depois vem o profissional mediano.

Essa, na minha visão, é a pior posição na pirâmide,

Porque o “profissional abaixo da média”, acaba saindo (ou sendo demitido) e consegue, as vezes, até empregos melhores em outras empresas, ou então ele vai sendo deixado de lado, fica ganhando o salario dele sem muitas preocupações.

Mas no caso do profissional mediano a empresa gosta muito dele.

Ele não é um profissional acima da média, mas faz as tarefas que são passadas pra ele.

Normalmente está satisfeito com a posição dele.

Não reclama de nada.

É um profissional que atende a necessidade básica do cargo dele e ponto.

Dedicado

Depois vem o profissional dedicado.

Normalmente esse profissional gosta de desafios, gosta de assumir projetos importantes.

Ele quer abraçar o mundo inteiro de uma vez.

Mas ele normalmente não está totalmente satisfeito com a empresa. Porque ele acredita que sendo um profissional tão dedicado a empresa não dá o reconhecimento profissional que ele merece.

E ele até consegue reconhecimento, mas muitas das vezes ele precisa ou ir pra outra empresa, ou pra outra área na empresa, ou ameaçar que vai embora.

Ou seja, nem sempre esse reconhecimento é espontâneo.

E as vezes ele tem até uma melhora no salário, mas em pouco tempo ele está novamente insatisfeito e esse é um ciclo que se repete de tempos em tempos.

Mas é aí que vem o profissional que eu chamo de "Profissional Referência".

Profissional Referência

Esse profissional está no topo do topo.

É um profissional diferenciado.

São esses profissionais que recebem promoções e aumentos salariais, de forma ética (não quero entrar aqui em assuntos de pessoas que recebem promoção de maneira não ética), esse profissional que eu me refiro aqui é um profissional ético.

Voltando a minha história

Como eu era um profissional dedicado, naquele ano, eu achei que eu merecia a promoção pela minha louvável dedicação. Só que eu não recebi.

Então eu decidi analisar o perfil dos profissionais que tinham recebido a promoção por merecimento e eu encontrei um padrão neles.
 
Eu estudei esse padrão e preparei minha estratégia, não imitando o que eles tinham feito, mas sim as necessidades da empresa sobre as quais eles tinham atuado. 

Logo no inicio desse artigo eu falei sobre três pressões que todas as empresas possuem

1. Pressão por redução dos custos operacionais

2. Pressão por agilidade dos processos

3. Pressão por Inovação

E eu vi que eles tinham atuado exatamente sobre algumas dessas pressões. 

E a partir desse ponto eu descobri que eu tinha a faca e o queijo na mão.

Porque a tecnologia que eu estava estudando tinha a capacidade de agir sobre as três pressões de uma vez só.

Através da Automação Robótica de Processos eu tinha como reduzir os custos operacionais, tornar os processos muito mais ágeis e aquilo seria uma inovação na empresa.

E o resultado foi que naquele ano, por escolha da diretoria, eu fui selecionado como profissional que iria receber a promoção por merecimento.

Então vamos a estratégia:

A estratégia passo a passo

Você vai ver que essa estratégia de crescimento profissional e muito simples e que não tem nenhum passo que não esteja ao seu alcance.

1. Aprenda Automação Robótica de Processos

Aprenda urgentemente Automação Robótica de Processos.

Te aconselho a começar com a ferramenta da UiPath, Porque é a ferramenta líder mundial em automação de processos e você não precisa ter experiência em desenvolvimento de sistemas pra usar ela.

A curva de aprendizagem é muito rápida.

Mas pode ser qualquer outra que você preferir, o importante é você começar a aprender hoje mesmo sobre RPA.

2. Automatize o quanto antes as suas tarefas

Comece automatizando as suas próprias tarefas e mostre aos seus gestores o ganho dessas automações.

Mostre o tempo que você levava pra fazer essa tarefa manualmente e o tempo que o robô leva pra fazer.

Mostre que agora você tem tempo pra se dedicar as suas tarefas mais importantes para os negócios da empresa e para, até mesmo, assumir outras tarefas.

E se essas novas tarefas forem manuais você automatiza também.

3. Automatize as tarefas de seus pares

Depois que você já tiver alguma experiência na automação, automatize as tarefas de seus colegas de trabalho.

Pegue com eles as tarefas que eles não gostam de fazer e automatize.

Você vai mostrar que você não está preocupado só com você não, mas com seus pares também.

A partir desse ponto você já atingiu as três pressões que existem sobre as empresas.

1. Você vai ter diminuído os cursos operacionais, que é o tempo que você e seus colegas gastavam fazendo tarefas manuais e repetitivas, que você pode achar que não, mas são caríssimas para a empresa.

2. Você deu agilidade nos processos. Não tem nem como comparar um humano fazendo um processo manual pra um robô fazendo o mesmo processo.
E com um ponto mais importante ainda, sem erros humanos.

3. E o terceiro ponto, que é a inovação. Você trouxe uma inovação para o processo da sua empresa.

Por que o que é inovação? Não é só criar coisas novas, mas fazer as mesmas coisas de uma maneira nova e mais otimizada.

E agora vem o ponto pra você se tornar referência de uma vez por todas.

4. Seja referência em RPA

Seja o evangelista dessa tecnologia na empresa.
  
Seja o profissional que todos irão procurar quando precisarem de ajuda na automação.

Seja o nome que todos vão pensar quando alguém falar em automação, quando alguém falar em RPA.

Seja lembrado o tempo todo.

É uma estratégia muito simples mas que funciona.  

Funcionou comigo e com alguns dos meus alunos na Jornada RPA.

E quando você deve começar? Agora mesmo.

Para que profissionais essa estratégia funciona?

Mas será que essa estratégia só serve para quem é Profissional Dedicado?

NÃO.

Por isso que eu disse que é uma estratégia para alavancar a carreira de qualquer profissional.

Se você se sente "abaixo da média", você deve usar essa estratégia e terá grandes chances de ser alavancado para o nível de "Profissional referência".

Da mesma forma, quem se sente no nível "profissional mediano" ou "profissional dedicado" pode usar essa estratégia para se tornar um "profissional referência".

Então é isso. A oportunidade está aí, bem na sua frente.

AUTOR 

foto: Alex Diogo

  Alex Diogo,
Um instrutor que atua na formação de profissionais de Automação de Processos Robóticos (RPA).

 Deixe seu comentário abaixo sobre esse conteúdo

Outros materiais...

Desafios Digitais ® - CNPJ: 36.614.886/0001-00